Processo em andamento

Obtenha mais informações sobre o cargo de Diretor Regional de Trabalho e Empreendedorismo do Governo de São Paulo. As inscrições do
Processo Seletivo ocorrerão de 18/09 a 13/10 (até às 23h59).

 

Inscrições Encerradas

Descrição do Cargo

 

1. O Cargo

Missão do cargo e resultados esperados

 

Missão

A missão do cargo de Diretor Regional do Empreendedorismo e Trabalho do Governo do Estado de São Paulo é propagar e gerir os programas e políticas públicas de apoio ao trabalho e empreendedorismo, em uma das dezesseis Regiões Administrativas do Estado de São Paulo.

Nesse sentido, os dezesseis diretores regionais devem assegurar o pleno funcionamento operacional dos Postos de Apoio ao Trabalhador (PAT) que compõem sua região, bem como, atuar na ligação entre estes agentes locais e a CERT.

 

Resultados esperados

O Diretor Regional de Trabalho e Empreendedorismo exerce papel decisivo na redução do desemprego e aumento do empreendedorismo. Nesse sentido, espera-se que ele seja capaz de:

  • Obter e manter boa articulação local visando novas vagas de emprego e novos empreendimentos;
  • Obter e manter o bom funcionamento operacional dos PATs de sua região;
  • Assegurar melhores resultados dos eventos da CERT em sua região, colaborando na sua organização, realização e divulgação;
  • Fomentar os programas de qualificação técnica, dentro dos programas da CERT e parceiros, para os trabalhadores e empreendedores de sua região;
  • Visitas periódicas a todos os PATs dos municípios de sua região visando o perfeito suprimento de materiais e insumos necessários;
  • Visitas às empresas da região visando à intermediação de mão de obra local.

 

Requisitos necessários

São requisitos necessários para ocupação do cargo de Diretor Regional de Trabalho e Empreendedorismo:

  • Formação de nível superior concluído;
  • Carteira de habilitação válida.

Serão consideradas experiências profissionais anteriores, de no mínimo:

  • quatro anos em assuntos relacionados com o cargo;
  • dois anos em posições de liderança em assuntos relacionados ao cargo.

 

Condições e regime de trabalho

O cargo de Diretor Regional de Trabalho e Empreendedorismo, enquadrado como Diretor Técnico II, é um cargo em comissão estatutário de livre provimento do Governo do Estado de São Paulo.

A carga horária é de 40 horas por semana.

A remuneração mensal atual inicial é de R$ 4.562,00, com vale refeição de R$ 26,00 por dia útil.

O funcionário contará com veículo oficial para desempenho de suas funções e cartão combustível.

 

Atribuições e Responsabilidades

As principais atribuições e responsabilidades do Diretor Regional de Trabalho e Empreendedorismo, são:

  • Planejar e realizar visitas periódicas em todos os PATs de sua região;
  • Acompanhar e facilitar as entregas de todos os bens e serviços necessários ao perfeito funcionamento dos PATs;
  • Analisar e colaborar para que o atendimento dos PATs à população, seja o mais eficiente possível;
  • Organização, realização e divulgação de eventos da CERT na sua região;
  • Observar e apoiar o empreendedorismo;
  • Servir como elo de ligação entre os PATs, prefeituras e a CERT;
  • Promover as campanhas de qualificação profissional visando à empregabilidade e o empreendedorismo.
  • Desempenhar outras atividades correlatas;

O organograma a seguir ilustra a organização da CERT relacionadas ao cargo aqui descrito:

Figura 1 – Organograma das funções afins ao Centro Regional de Empreendedorismo e Trabalho

 

Principais produtos/entregas

O cargo descrito é para uma posição de executivo em uma das dezesseis Regiões Administrativas em que é dividido o Estado de São Paulo, no âmbito da CERT da Secretaria do Desenvolvimento Econômico.

Define-se, portanto, que esse cargo é responsável e responsabilizado por todas as entregas de sua região.

Nesse sentido, as principais entregas do cargo são:

  • Otimização das operações dos PATs de sua região;
  • Gestão logística de bens, insumos e serviços necessários à perfeita operação dos PATs;
  • Articulação com agentes regionais e municipais visando à empregabilidade e ao empreendedorismo;
  • Divulgação e acompanhamento dos programas da CERT, para que obtenham os resultados planejados em todo Estado;
  • Servir como canal de comunicação entre os PATs, prefeituras, e a CERT;
  • Fomentar os projetos de empreendedorismo regionais;
  • Fomentar a qualificação técnica para desempregados, feiras de emprego, eventos e cursos de capacitação profissional;
  • Fomentar parcerias entre prefeituras e empresas da sua região;

 

Em síntese, o cargo de Diretor Regional de Empreendedorismo e Trabalho deverá buscar, e sobretudo, fortalecer a atuação da CERT em cada um dos municípios do Estado de São Paulo.

 

 

 

2. Valores, princípios e competências para o Cargo

Valores e princípios

Os princípios dão base para a formação dos valores. Enquanto princípios são pressupostos que definem regras essenciais que beneficiam um sistema maior – a sociedade, o país, a humanidade –, valores são regras organizacionais ou individuais que orientam as relações, as decisões e as ações.

Os Princípios são preceitos universais rígidos, regras incontestáveis e direcionamentos de conduta universal e atemporal. Eles são inegociáveis e tem um caráter atemporal.

Os valores, por sua vez, são mais maleáveis, subjetivos e influenciados pelo ambiente externo, assim como o contexto, a época, a cultura, os objetivos, o tempo e os interesses em questão. São, portanto, frágeis se não forem contemplados de forma adequada e, principalmente, se não tiverem princípios como sua base orientadora. Em suma, valor é o que é relevante para a organização ou a pessoa, mas pode ser revisto ou renegociado sob certas circunstâncias.

Nesse sentido, são princípios norteadores do cargo:

  • Probidade;
  • Confiabilidade;
  • Transparência;
  • Impessoalidade;
  • Equidade;
  • Legalidade;
  • Visão holística;
  • Respeito à diversidade;
  • Responsabilidade social.

E são valores orientadores para o Cargo:

  • Compromisso com resultados;
  • Melhoria contínua e busca da excelência;
  • Integração, alinhamento e articulação;
  • Empatia com os problemas de trabalho e renda:
  • Liderança e motivação;
  • Delegação e responsabilização;
  • Resiliência, perseverança e trabalho com afinco;
  • Inovação e criatividade;
  • Vocação para o serviço público;
  • Consciência do impacto público das decisões.

 

Síntese das competências desejáveis

As competências para o Cargo de Diretor Regional de Empreendedorismo e Trabalho permitem avaliar os aspectos qualitativos (habilidades, atitudes e conhecimentos) dos candidatos, e o alinhamento desses aspectos às ações da CERT e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

As 6 principais competências para o cargo e suas respectivas descrições estão apresentadas na tabela abaixo.

Competências

Competência 1: Visão Sistêmica, empreendedora e inovadora

Capacidade para detectar e analisar os sinais sociais, políticos, econômicos, ambientais, tecnológicos, culturais e das políticas públicas, do âmbito global e regional, e incorporá-los de maneira coerente à estratégia e à gestão da CERT e da Secretaria do Desenvolvimento Econômico.

Habilidade para aplicar uma visão global de seu papel em sua região, assim como incorporá-la no desenvolvimento da empregabilidade e empreendedorismo a favor da população.

Competência 2: Experiência e Conhecimentos

Vivência em cargos de liderança em ambientes amplos e multifacetados como são as regiões administrativas do Estado de São Paulo.

Conhecimento das características geográficas e sociais da região/regiões escolhidas.

Adicionalmente, valoriza-se ter conhecimentos sobre os seguintes itens, dentre outros:

● Direitos e deveres do cidadão

● Princípios da administração pública

● Planejamento Estratégico

● Monitoramento e avaliação de resultados

● Normas e legislação da área de atuação

● Contexto da instituição e cultura organizacional

● Competências da instituição e das unidades organizacionais

● Estratégias de comunicação

Competência 3: Gestão para Resultados (com metas)

Capacidade para gerar e coordenar estratégias que assegurem resultados eficientes, eficazes e de qualidade para o cumprimento da missão e dos objetivos estratégicos da CERT, mobilizando os funcionários dos PATE’s.

Habilidade para avaliar, monitorar e controlar os processos estabelecidos, contribuindo para a melhora contínua em sua região, do atendimento à população, e superação das metas estabelecidas.

Competência 4: Liderança , articulação e relacionamento interpessoal.

Capacidade de gerar comprometimento e condições para superar os desafios, administrando as variáveis e relações do meio, proporcionando a viabilidade e a legitimidade de suas funções.

Habilidade para identificar os atores estratégicos envolvidos e gerar as alianças estratégicas necessárias para agregar valor à sua gestão e alcançar os resultados interinstitucionais, ou seja, que vão além dos resultados específicos da região, e que impactam o desenvolvimento do trabalho, renda e empreendedorismo.

Competência 5: Gestão de Crises e Contingências

Capacidade de identificar e administrar situações de pressão, risco e conflitos, tanto em suas dimensões internas como externas, e ao mesmo tempo, criar soluções estratégicas, oportunas e adequadas ao marco institucional público, ou seja, aos objetivos e resultados pretendidos para a área do trabalho, renda e empreendedorismo do Estado de São Paulo.

Competência 6: Comunicação, proatividade e dinamismo.

Capacidade de identificar os agentes promotores e facilitadores da obtenção das metas da CERT para a região, e com eles obter e manter linhas de comunicação sólidas, confiáveis e profissionais visando cooperação, parcerias e informações relevantes ao cumprimento das missões de sua região.