Perguntas Frequentes

Fique por dentro das perguntas e respostas mais frequentes em relação ao Processo Seletivo Time de Valor do Governo de São Paulo.

Qual é o propósito do Time de Valor desenvolvido pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo?

O Time de Valor tem como objetivo atrair líderes com a preparação técnica e competências necessárias para a estrutura da Secretaria do Desenvolvimento Econômico visando a qualidade na prestação dos serviços públicos para o cidadão.

O potencial transformador da equipe de líderes do Estado sustenta condições primordiais para a multiplicação de ações e políticas que promovam desenvolvimento regional por meio do empreendedorismo e inovação na forma de ofertar os serviços públicos.

A construção de um Time de Valor possibilita a composição de equipes engajadas em empreender internamente soluções para os desafios da Secretaria e propicia o desenvolvimento do Estado como instituição pública.

O que é um cargo comissionado (ou cargos em comissão)?

O cargo em comissão obedece à lei de livre nomeação e exoneração (lei 1080/2008). Não há vínculo empregatício, diferente dos cargos efetivos ou de carreira, em que é exigida a prestação do concurso público para o ingresso na estrutura Governamental e provido de estabilidade.

O cargo comissionado é destinado somente às atribuições de direção, chefia e assessoramento, equivalendo aos cargos de confiança dentro das posições efetivas do Governo. Referência: Constituição Federal artigo 37, incisos II e V.

Servidores que estão exercendo cargo comissionado podem participar do processo seletivo?

Sim, contudo, não será permitido acumular cargos comissionados.

Quais são os benefícios do cargo?

  • Férias remuneradas e 1/3 de adicional de férias;
  • 13º salário proporcional ao tempo trabalhado;
  • Auxílio refeição no valor de R$ 26,00 ao dia.
  • Adesão ao IAMSPE – Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo.

Quero me candidatar, quais são os requisitos mínimos para participar?

  • Ter idade mínima de 18 anos.
  • Residir no Estado de São Paulo no momento da nomeação.
  • Possuir graduação em ensino de nível superior completo.
  • Experiência comprovada de no mínimo 4 anos em assuntos relacionados com as atividades a serem desempenhadas.
  • Experiência mínima de 2 anos em cargo de liderança.

Existem gratificações?

Sim, é composta por gratificação executiva no valor de R$ 2.471,82 e de representação no valor de R$ 517,50. O valor bruto mensal da remuneração é de R$ 4.562,43 no primeiro ano (incluindo os 50% do Prêmio de Desempenho Individual), podendo chegar a R$ 5.235,18 (com avaliação de até 100% para o prêmio de Desempenho Individual a partir do segundo ano). A composição total do salário  pode ser conferida no site da Coordenadoria de Recursos Humanos do Estado em:

recursoshumanos.gov.br

Há possibilidade de algum auxílio moradia em caso de mudança de cidade?

Não há previsão legal para auxílio moradia.

Quais são as etapas do processo seletivo?

De forma geral o processo contempla as seguintes etapas: análise curricular, teste online, estudo de caso (vídeo), entrevista online por competência com especialistas e banca presencial de avaliação.

Quais são os principais critérios de avaliação?

O processo seletivo leva em consideração as experiências e conhecimentos do candidato sobre os temas relacionados ao trabalho e as competências requeridas pelos desafios do cargo como:

  • Visão sistêmica, empreendedora e inovadora.
  • Gestão para resultados.
  • Liderança, articulação e relacionamento interpessoal.
  • Gestão de crises e contingências.
  • Comunicação, proatividade e dinamismo.
  • Liderança.

Sou servidor ativo, mas estou de férias ou em licença. Posso participar?

Sim, não há legislação que impossibilite.

Quando os resultados finais do processo seletivo serão divulgados?

A previsão de divulgação dos resultados é ao final do mês de novembro.

Sou servidor público estadual, é assegurada a minha cessão em caso de ser selecionado?

A cessão de servidor público é ato de natureza discricionária da administração pública do Estado de São Paulo.

Sou aposentado, posso me candidatar?

Não há restrições vigentes em lei.

Sou servidor público estadual em período de estágio probatório. Posso pedir minha cessão para ocupar a vaga?

Durante o período de estágio probatório o servidor não está impedido de exercer qualquer cargo em comissão.

É possível a cessão de outros órgãos públicos, seja do poder legislativo, executivo ou judiciário para ser nomeado ao cargo?

O servidor não está impedido de exercer qualquer cargo em comissão.

O cargo é de dedicação exclusiva?

A lei não prevê dedicação exclusiva para o cargo comissionado em questão.

Qual é o regime previdenciário do cargo?

O servidor público ocupante de cargo em comissão fica submetido ao Regime Geral da Previdência Social, de que trata a Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991,e é segurado obrigatório da Previdência Social.

Há recebimentos por hora extra?

Em vista da natureza do cargo em comissão, não há legislação ou regimento interno que valide a prática de hora extra.

Há cobrança de taxa de inscrição? Quanto custará?

Não há taxa de inscrição para participar do processo seletivo.

Haverá banco de talentos?

Sim, será composto banco de talentos para aproveitamento interno em futuras posições.

Poderei concorrer a mais de uma região?

Cada candidato fará apenas uma inscrição e poderá optar por duas regiões administrativas em ordem de preferência.

Eu vou precisar me deslocar até São Paulo para participar de alguma etapa do processo seletivo? Se afirmativo, os gastos de deslocamento e hospedagem serão custeados por quem?

A banca de avaliação, etapa final do processo seletivo, é presencial para os candidatos finalistas. O custo de deslocamento é de responsabilidade do próprio candidato.

Como obterei suporte técnico e esclarecimentos de dúvidas durante o processo seletivo?

As dúvidas sobre o processo seletivo em si, suas etapas e requisitos deverão ser encaminhadas ao Fale Conosco, com horário de atendimento pelo chat online nos dias úteis das 8h30 às 12h30 e das 14h às 17h30).

Como eu posso ter acesso ao edital do processo seletivo?

O processo seletivo não contempla edital. As informações estarão dispostas no portal oficial do processo seletivo e outras dúvidas poderão ser solucionadas por meio do Fale Conosco.

Como eu saberei se fui aprovado para a etapa seguinte?

Todos os candidatos receberão retornos individuais por e-mail e telefone sobre as etapas do processo seletivo.

Com o processo seletivo encerrado, receberemos orientações sobre os próximos passos para que possamos assumir efetivamente as suas funções?

Sim, a equipe da Secretaria do Desenvolvimento Econômico entrará em contato para orientação da entrega de documentos, exame médico e demais tramitações para a nomeação e direcionamento ao centro regional.

Qual é a remuneração para o cargo de Diretor Regional de Trabalho?

O valor bruto mensal é de R$ 4.562,43 no primeiro ano (incluindo os 50% do Prêmio de Desempenho Individual), podendo chegar a R$ 5.235,18 (com avaliação de até 100% para o prêmio de Desempenho Individual a partir do segundo ano). L.C. Nº 1.080/08 – ÁREA ADMINISTRATIVA EM EXERCÍCIO NOS DEMAIS ÓRGÃOS. http://www.recursoshumanos.sp.gov.br/

Quais são as instituições organizadoras deste processo neste programa?

O processo seletivo é uma realização da Secretaria do Desenvolvimento Econômico de São Paulo em parceria com a Aliança e apoio da Escola de Governo do Estado de São Paulo (EGESP) e PRODESP.